domingo, 12 de abril de 2009

Sobre o Amor

Se eu não for compreendida
E todos me desprezarem,
Se os amigos me faltarem
E se me enganarem?
Se eu cometer uma gafe,
E não tiver como corrigir,
Se não entender a piada
Ou for o motivo da risada!
Se eu for ofendida
Com ironia ou palavrão,
Nada na ponta da língua
E sem resposta engolir,
Sofrer fingindo que não!
E se a vida for um rio?
Eu não sei nadar!
E se não conseguir dormir?
Ou não querer levantar!
Se perder o horário! o ónibus!
E aumentar a pressão!
Se esquecer o meu nome,
Num segundo perder a razão!
E se eu perder a fala,
Tiver pânico de ir na rua
E se morrer de vergonha
Me sentindo nua?
E se eu perder o emprego
Ou não suportar a rotina,
Se me roubarem o dinheiro
E se eu tiver dívidas?
Se eu cair, sangrar
E a ferida infeccionar,
Se perder as pernas,
Não ter mais como andar...
E se não souber cantar,
Ter dificuldade de respirar,
E não me sentir desse mundo
Ainda que seja míope
e não veja o futuro
Mas se eu tiver amor,
Terei tudo.

3 comentários:

Poly disse...

Tudo sob o amor...

Querida... que lindas linhas curtas e magrinhas...
Que lindas letras aocmpanhada suma com a outra..
Espero que vc esteja otimo, que sua vida esteja bem, que tenha vontades de viver como sempre, e melhor.

Te adoro amiga, vc é mais do que toda amizade junta.

Te verei algum dia, perto, eu sei disso... E andaremos pelas ruas, omnibus, noites e manhas de praia, conversas , risos, e mais conversas.. segredos, vergonhas, e conhecer mais vc... e vc me conhecer mais...

Mais ainda.

Bjos
Pam

garageducançu disse...

estou fazendo um zine e gostaria de publica uma de suas poesias...não for muito incomodo aguardo resposta!!

garageducançu disse...

http://www.orkut.com.br/Main#Home.aspx?rl=t

ta ai meu contato pelo orkut!!

abraço!!!!!!!!