sábado, 10 de novembro de 2007

Pelas dores de cabeça





Sonhar é um tapa

Na cara da realidade.

Quem quiser que veja!

Ficar de olhos abertos

É um susto que não passa

E deixa suspenso de pavor,

Forçando a ver

O real insuportável

De todas as manhãs.

Loucura é uma sorte,

Um instante livre

Pelo universo apagado.

Devaneios pelo incerto

Porque não há caminhos,

Porque não há escolha,

Só sonhar,

Imaginar as coisas

Do jeito que se deseja.

Deus é uma aspirina

Para usar em dias ruins.

Mesmo que seja placebo,

Pílula de papel,

Importa o falso efeito,

Que faça sentir-se bem

Do jeito que lhe convém.

Mistura, faz um ritual

E bebe o sonho inteiro

Num gole inevitável.


Nara Loupe

3 comentários:

Anônimo disse...

Gostei muito do visual e das fotos. Como sempre de ótimo gosto. O texto talvez depois eu comente ok.
Porque que ninguem deixa um post aqui? Aversão a textos? Limitação intelectual? Ou sera aversao a sua pessoa?

Poly disse...

nao erre meu amigo anonimo, mesmo que eu nao saiba escrever bem o portigues, e tambem a falta de acentos adicionais que tem o portugues, nao entrava porque minha querida amiga ainda nao me dava a endereco do blog... Adversao a synara rsrsrs sempre! hahahaha

bom minha querida amiga, fico feliz por vc ter criado um blog, agora sim, agente vai estar ainda mais em contato... do seu escrito, devo dizer, que continua sendo difici comprender todas as palavras, mas do sentido, nao tenho nada que duvidar.

Adoro vc garota!... e ja falta cada dia menos... 2 meses...2 dias....

Beijo e um abrazo do tamanho da distancia que nos afasta. Visite meu blog tb... nao venha aqui com isso de que vc nao entende... hahahaha BOBA! hahaha vc presiza de plastica sabia??? hahahahahahaha

Samir disse...

muito mazza seu blog, moça bonita!

:D

bjonas! :**